Festival Piscadela reúne mulheres que mandam bem no breaking. Foto: Brunno Martins

Agenda Cultural

Festival Piscadela abre caminho para B-Girls e Dancers do hip hop  

Primeiro evento a fortalecer a presença das mulheres no estilo breakdancer, abre inscrições para trabalhos do gênero artístico

19 de fevereiro de 2021

Que as mulheres estão chegando no pedaço do hip-hop não é novidade, mas vem aí uma nova edição do Festival Piscadela, o primeiro evento a fortalecer a presença delas como B-Girls e Dancers, o chamado breakdancer, um estilo de dança urbana relacionada ao gênero musical. O Festival Piscadela abre inscrições até dia 22 de fevereiro, para artistas mulheres que desejam mostrar seu trabalhos e performances. Serão selecionadas até seis trabalhos do RN.

Idealizado pela B.Girl Dallianny e com produção de René Loui e Arthur Moura, bailarino do Coletivo CIDA, o Festival Piscadela nasceu em 2017 como o primeiro encontro da cultura HIP-HOP no Rio Grande do Norte voltado para as práticas femininas.

A segunda edição do Festival será realizada através da plataforma Instagram, de forma virtual, gratuita e acessível. Os trabalhos selecionados receberão tradução para LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais.

A promeira edição do Festival Piscadela foi realizado no espaço Nossos Valores, um galpão cedido pela prefeitura para os artistas da comunidade da África, Redinha. Segundo a realizadora Dallianny,  o festival já nasceu com a ideia de um encontro para reunir o máximo de mulheres da cultura Hip-Hop em seu protagonismo.  Mesmo sem patrocínio à época, a repercussão, ela lembra, “foi tão incrível que atingimos público de Fortaleza, Recife, Maceió, João Pessoa e uma participação especial da Argentina”.

“Vendo o quão importante foi o impacto na vida dessas mulheres, muito além da dança, o festival foi o início de muitas outras meninas na modalidade, foi também a certeza de que estamos no caminho certo”, disse a criadora. Esse ano o festival pode participar da Lei Aldir Blanc e tem tudo para ecoar.